Metadados ou metainformação são dados sobre outros dados. Um item de um metadado pode dizer do que se trata aquele dado, geralmente uma informação inteligível por um computador. Os metadados facilitam o entendimento dos relacionamentos e a utilidade das informações dos dados. ” (WIKIPEDIA, 2018).

Os metadados são fornecidos e preenchidos pelo autor responsável e de responsabilidade dele. Devem ser preenchidos com todo cuidado, pois justamente os metadados que irão fazer um pacote de informações juntamente com o DOI a ser atribuído.

Geralmente os dados são baseados nos 15 elementos de metadados do padrão Dublin Core (DC):

  1. Title: Título – Um título será o nome pelo qual o recurso é formalmente conhecido, podendo ser o próprio título.
  2. Creator: Autor – Pode uma pessoa, uma organização ou um serviço.
  3. Subject: Assunto/ palavras-chave – O assunto será expresso com palavras-chave, descritores ou códigos de classificação que descrevem o tema do recurso (indica o conteúdo informativo).
  4. Description: Descrição – descrição pode incluir tabelas de conteúdo, referências para uma representação de conteúdo ou um texto livre de relato do conteúdo.
  5. Publisher: Editor – Inclui uma pessoa, uma organização ou serviço.( o nome do editor deve ser usado para indicar uma entidade).
  6. Contributor: Contribuidor/ colaborador – Inclui uma pessoa, uma organização ou serviço.( o nome do editor deve ser usado para indicar uma entidade).
  7. Date: Data – Data será associada a criação ou disponibilização do recurso. recomenda-se o uso da norma ISO 8601 e segue o formato AAAA-MM-DD.
  8. Type: Tipo do recurso – Descrição de categorias gerais, funções, espécies ou níveis de agregação para o conteúdo, recomenda-se utilizar vocabulário controlado. ( para descrever manifestações física ou digital do recurso deve-se usar o elemento Formato).
  9. Format: Formato – Pode incluir o tipo da mídia ou as dimensões do recurso, pode ser usado para determinar o software, hardware ou outro equipamento necessário para mostrar ou operar o recurso.
  10. Identifier: Identificador do recurso – recomenda-se utilizar o string ou número conforme um sistema de identificação formal. Exemplo: (Uniform Resource Identificador – URI) e outros.
  11. Source: Fonte – O presente recurso pode ser derivado de uma fonte de recurso inteira ou em parte, recomenda-se utilizar o string ou número conforme um sistema de identificação formal.
  12. Language: Idioma – A recomendação para o melhor uso dos valores do elemento língua é definida pela RFC 1766 que inclui um código de língua em 2 letras( do padrão ISO 639), seguido opcionalmente pelo código do país em 2 letras também (do padrão ISO 3166).
  13. Relation: Relação – Recomenda-se utilizar o string ou número conforme um sistema de identificação formal.
  14. Coverage: Abrangência/ Cobertura – Inclui localização espacial, período temporal ou jurisdição, recomenda-se utilizar vocabulário controlado.
  15. Rights: Gerenciamento de Direitos autorais – Conterá uma declaração de gerenciamento de direitos para o recurso. Informações de Direitos frequentemente abrangem Direito de Propriedade Intelectual (Intellectual Property Rights – IPR), Copyright, e várias propriedades de Direitos. (WIKIPEDIA, 2018).

 

Fonte: DOI Unicamp. Acesso em: 23/05/2022.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.